About Antonio Alves

Consultor SEO em Portugal Serviço de Publicidade no google e facebook

Saca o máximo das redes sociais da sua clínica odontológica e retenha pacientes

As redes sociais são uma ferramenta fundamental para estabelecer um vínculo com os pacientes de nossas clínicas odontológicas. Ferramentas sociais como Facebook, Instagram, Youtube ou LinkedIn podem se tornar nossos melhores aliados para transformar usuários em nossos clientes potenciais.

Ou seja: nas redes sociais, temos que conseguir engajamento, ou seja, comprometimento, monitoramento e interação mútua de sua marca com seus seguidores.

Neste artigo, você descobrirá as melhores estratégias para fidelizar e reter usuários por meio das redes sociais para uma clínica odontológica.

Clinica odontológica

O segredo? Crie conteúdo de qualidade e interaja com nossos seguidores. Existem muitas maneiras diferentes de fazer isso. Continue a ler e descubra o que são!

O que os usuários esperam de nós?

Para saber como atuar bem nas redes sociais, antes de mais nada temos que ser claros sobre o que os usuários querem de nós. O que eles valorizam em nossas redes e o que os leva a nos seguir e não a outros. Assim, um seguidor de uma de nossas plataformas, espera que

  • Publicamos conteúdo de interesse, original e criativo.
  • Interagir com eles e fazer com que se sintam protagonistas de nossas redes sociais.
  • Deixe-nos responder rapidamente às suas opiniões ou interações (comentários, dúvidas, mensagens, críticas …).
  • Vamos ser constantes e publicar posts periodicamente, mas sem ser excessivo. Temos que encontrar o equilíbrio para não “saturar” o usuário.

Como se comunicar nas redes sociais?

Outro aspecto a ter em conta é a forma como nos comunicamos nas publicações das nossas redes sociais:«

    • Escreva as publicações sempre dirigidas a “você” ou “tu”, para que o usuário a entenda como uma mensagem dirigida a ele, a fim de estabelecer um relacionamento próximo
    • Adicione emoticons às mensagens.
    • Linguagem clara e simples: Não use termos científicos, mas sim uma linguagem padrão, tendo em vista que as redes são um canal para chegar ao usuário com uma linguagem totalmente adaptada ao meio digital.
    • Sempre responda aos comentários de suas publicações, aprecie o feedback de seus seguidores e seja muito ativo para incentivar as interações.

5 estratégias para reter usuários de nossas redes sociais

  1. Publique conteúdo chocante, desperte o lado mais emocional do usuário:
    Os conteúdos que apelam às emoções e que causam alegria, comoção ou diversão alcançam um alto envolvimento. As pessoas sentem grande interesse em visualizar e compartilhar conteúdo desse tipo.Publique vídeos ou fotografias relacionadas à odontologia que se referem a casos pessoais ou que contam histórias e sensações que prendem o usuário ao seu conteúdo.
  2. Ouvir o usuário por meio de pesquisas e votações:
    Faça perguntas aos pacientes por meio de plataformas como Facebook, Twitter ou Instagram Stories. Desta forma, você fará com que seus seguidores se envolvam e conheçam e ouçam suas opiniões. Transforme seus seguidores em participantes do conteúdo de suas redes, alcance um alto grau de engajamento, ou seja, consiga estabelecer um relacionamento sólido com os usuários.
  3. Realizar sorteios e concursos:
    Outra estratégia cada vez mais utilizada é realizar sorteios e concursos entre seus seguidores em plataformas como Facebook ou Instagram. Vai te beneficiar muito mais do que imagina: vai motivar os seus seguidores dando-lhes a possibilidade de ganhar um serviço gratuito e, além disso, com a sua participação vai fazer com que promovam a sua clínica entre os seus seguidores.
    Como realizar um sorteio? Bem, a forma mais popular é postar uma foto na qual os participantes devem marcar 2 ou 3 amigos. Cada comentário conta como uma entrada.
    Os concursos, por outro lado, podem ser baseados em cada participante postando uma foto de seu sorriso, por exemplo, em seus perfis de mídia social, marcando a clínica e dizendo porque eles querem ser os vencedores do concurso. Não é uma ótima maneira de promover sua marca?
  4. Divulgue informações úteis e realmente interessantes:
    Sempre que você publicar qualquer tipo de informação ou notícia relacionada ao mundo da odontologia, certifique-se de que ela seja adequada ao seu público. Por exemplo: um artigo científico sobre facetas dentárias não terá tanto alcance quanto um artigo que contém informações simples de interesse mais geral. Recomendamos realizar essa estratégia no LinkedIn, Twitter e Facebook.
  5. Publique fotos diárias e próximas:
    Os seguidores também valorizam muito que você compartilhe um conteúdo mais pessoal e próximo com eles. Por exemplo: fotos da equipe da clínica, fotos que mostram como você trabalha, de suas instalações, etc. Principalmente, as plataformas mais adequadas para postar esse tipo de conteúdo são o Facebook e o Instagram.

Se conseguir fazer bom uso das suas redes sociais e publicar posts e conteúdos periodicamente nas diferentes plataformas (Twitter, Facebook, Instagram, LinkedIn …) poderá criar uma rede de seguidores que acabarão por se tornar potenciais clientes , fiel à sua marca graças às redes sociais.

Você não pensa mais nisso. Crie seus perfis de mídia social, pense nas estratégias de mídia social que você vai seguir e cative seus seguidores. A por elo!

Google Trends: quais são as palavras mais pesquisadas em odontologia?

Quais são as palavras-chave dentais mais populares?

Para descobrir qual é a tendência em termos de palavras, a melhor ferramenta é o Google Trends. Esta ferramenta compara frases ou palavras-chave e diz quais foram as mais populares e, portanto, as mais ou menos pesquisadas. Pode fazer uma comparação de até 5 palavras-chave, ver tópicos e consultas relacionadas a essa palavra e, ainda, pode ver em que local exato essa palavra ou frase foi usada com mais frequência.

Suponha que vamos fazer um um artigo, antes de começarmos a escrever devemos ser muito claros sobre as palavras que usaremos. Portanto, se o artigo é sobre Ortodontia, é conveniente que façamos uma comparação sobre qual palavra é a mais pesquisada. Para fazer isso, ajudaremos uns aos outros com o Google Trends:

Introduzimos as palavras ortodontia e aparelho ortodôntico, limitamos a pesquisa à Portugal nos últimos 12 meses. Podemos ver como a Ortodontia tem sido pesquisada mais do que os colchetes, embora de forma restrita. Portanto, esses dados nos dão a ideia de que deveríamos usar mais a palavra ortodôntica em nossa postagem.

Vamos ver outro exemplo, desta vez devemos fazer outro artigo para o nosso blog da clínica, mas não temos certeza do que fazer. Para isso, podemos acessar o planejador de palavras-chave do Google Adwords. Esta ferramenta nos dá ideias sobre palavras-chave, você insere uma e ela mostra as palavras relacionadas. Portanto, ele nos dá uma ideia sobre o que podemos falar no novo artigo e, além disso, analisa o desempenho de cada uma das palavras-chave.

Introduzimos a palavra “dentista” no Keyword Planner:

E aqui, vemos todas as ideias que você nos forneceu. Portanto, mantendo essas palavras-chave em mente, podemos fazer um artigo sobre clareamento de dentes, próteses e implantes dentários.

Análise de tendências por país

Graças à ferramenta Google Trends, a atividade de uma palavra pode ser analisada e comparada com a de um país diferente. Essa análise é muito valiosa, pois existem algumas palavras que são usadas em um determinado país, mas o mesmo não é feito em outro país.

Resumindo, o Google Trends é uma boa ferramenta para conhecer as tendências na área odontológica. Sua interface é fácil e intuitiva, descubra-o!

COMO SABER SE ESTÁ NAS MÃOS DE UM BOM ORTODONISTA.

Portugal é um dos países com os melhores tratamentos ortodônticos do mundo e isso é o resultado da boa formação de muitos de nossos ortodontistas

COMO SABE SE ESCOLHEU BEM E ESTÁ NAS MÃOS DE UM BOM ORTODONCISTA?

O ortodontista bem treinado fará um diagnóstico global de relações dentais, periodontais, esqueléticas, problemas da articulação temporomandibular da ATM, problemas funcionais e respiratórios e oferecerá a seus pacientes um diagnóstico rigoroso para alcançar boa função e estabilidade tanto no nível dentário. articulado e funcional, informando sobre as limitações e possibilidades de tratamento.

Para o diagnóstico, precisará de bons registros radiológicos; Serão confeccionados ortopantomografia, telerradiografia lateral do crânio, cefalometrias e fotos e alguns modelos de estudo.

Estes são os registros básicos porque em outras ocasiões registros com reconstrução tridimensional de CBCT também são solicitados

Mas nem sempre são os únicos exames, pois dependendo do caso e das características clínicas de cada paciente, em muitas ocasiões será necessário solicitar ressonância magnética da ATM se o exame clínico mostrar alterações e também quando o paciente relatar dor ou bloqueios.

A solicitação de uma tomografia para ver a relação da raiz dos dentes com o osso ou para ver os dentes incluídos ou retidos também são registros de rotina, caso o ortodontista considere necessário para o diagnóstico.

A montagem do articulador também será necessária nos casos que assim o exigirem.

A chave está no diagnóstico e o diagnóstico é feito com base nos prontuários e sua interpretação e é o conhecimento do especialista que vai diferenciar o plano de tratamento e com ele o resultado do tratamento ortodôntico.

Por isso, é o ortodontista que coloca a tecnologia a seu serviço, sabendo interpretá-la e tomar as decisões mais adequadas para oferecer o melhor tratamento ortodôntico.

COMO SABER SE VOCÊ ESTÁ NAS MÃOS DE UM BOM ORTODONISTA.

O MELHOR ORTODONTISTA QUER INICIAR O SEU TRATAMENTO O MAIS CEDO POSSÍVEL?

Normalmente, os tratamentos ortodônticos em um adulto podem esperar.

Em primeiro lugar, quaisquer problemas dentários e periodontais devem ser resolvidos.

Às vezes, uma fase de desprogramação com uma tala será necessária para estabilizar e melhorar os problemas da ATM, tensão muscular facial e dor.

Esses tratamentos anteriores supõem um tempo anterior à ortodontia, o que muitas vezes leva muito tempo para o paciente, mas um ortodontista com rigor clínico e profundo conhecimento não iniciará o tratamento ortodôntico se considerar que alguma fase anterior ao planejamento ortodôntico é necessária.

Isso não acontece em tratamentos ortodônticos em crianças, onde a ação nos estágios iniciais costuma ser decisiva.

O diagnóstico ortodôntico em crianças e as providências cabíveis determinarão o desenvolvimento oral e facial da criança por toda a vida.

Sólidos conhecimentos em crescimento craniofacial, o diagnóstico dos fatores etiopatogênicos e funcionais irão diferenciar claramente o melhor ortodontista em crianças.

É comum o ortodontista encaminhar a criança ao otorrinolaringologista para avaliação de rinite, problemas de adenóide e / ou tonsila para melhorar a função respiratória fundamental no desenvolvimento maxilofacial da criança e obter melhores resultados com os aparelhos ortodônticos determinados pelo ortodontista.

Também é importante, em muitas ocasiões, a colaboração com um especialista em fonoaudiologia e terapia miofuncional para melhorar problemas orofaciais.

QUE TÉCNICAS DE ORTODONTISTAS USAM OS MELHORES ORTODONTISTAS?

O avanço da tecnologia e dos novos procedimentos terapêuticos não devem ser ignorados por um bom profissional da área da Ortodontia, mas a tecnologia deve estar a serviço do profissional, não do profissional a serviço da tecnologia, pois a tecnologia nunca pode substituir o conhecimento da um especialista, mas pode fornecer ferramentas terapêuticas muito mais avançadas.

Qualquer que seja a técnica utilizada, um bom ortodontista diagnostica e planeja o tratamento para cada um de seus pacientes individualmente e o resultado deve ser o melhor tratamento.

Atualmente o Invisalign é uma opção terapêutica muito mais avançada e nas mãos de um bom ortodontista atinge os mesmos ou melhores resultados que os colchetes.

Um tratamento ortodôntico não é cimentar braquetes, colocar alinhadores ou aparelhos interceptores, funcionais ou ortopédicos.

Um bom tratamento ortodôntico é o resultado de um diagnóstico e de um plano de tratamento bem sequenciado e que somente o treinamento e a experiência do ortodontista alcançarão os melhores resultados para a saúde do paciente.

Como aproveitar as refeições de Natal e manter a saúde bucal

Para evitar que refeições e jantares especiais durante o Natal lhe causem qualquer problema na sua saúde dentária, vamos lembrar-lhe uma série de pormenores para que os tenha em consideração.

Embora este Natal seja diferente de qualquer outro que já tenhamos vivido devido às consequências da Covid-19, o que não vai mudar são os almoços e jantares especiais e com eles as possíveis consequências negativas das refeições de Natal para a saúde dentária.

Os fatores que influenciam diretamente são o tipo de alimentos que ingerimos neste momento como doces, nogado, chocolates ou bebidas açucaradas e por outro lado a mudança de hábitos nas nossas tarefas de higiene dentária.

Tudo isso significa que, após essas datas, aumentam as visitas ao dentista com problemas dentários, principalmente os relacionados às cáries.

O fato de “bicar” fora do horário normal das refeições, nos faz não manter as regras básicas após comer alimentos como escovar os dentes, passar fio dental ou um simples enxágue bucal.

Além disso, devido ao tipo de alimentação, podem causar diversos transtornos na saúde bucal. Por exemplo, se você usa ortodontia, deve-se tomar cuidado com o torrão macio e, se tiver obturações, com o torrão duro. É óbvio que este último pode causar a quebra do dente, por isso deve ser tomado com cautela.

Depois, há uma série de consequências “menos sérias”, como manchas de dente ou dentição causadas por bebidas açucaradas ou vinhos tintos.

Para saber como cuidar da sua saúde bucal, aqui está nosso guia de higiene bucal para toda família>>

Usando Invisalign em refeições de Natal

Pessoas que usam aparelho Invisalign invisível devem prestar atenção especial para evitar as consequências das refeições de Natal para a saúde bucal.

Como aproveitar as refeições de Natal e manter a saúde bucal

Como durante essas datas você vai retirar as talas com mais frequência para as refeições após o expediente, por exemplo, o que recomendamos é que você as use o máximo de tempo durante o resto do dia, podendo assim cumprir as 22 horas recomendadas para usá-los diariamente.

Você deve estar atento para não esquecer de levar seu kit de tala Invisalign e assim armazená-lo de forma que fique protegido toda vez que você decidir retirá-lo.

Lembre-se de que bebidas açucaradas e vinhos tintos podem escurecer suas talas.

Se você quiser mais informações sobre a ortodontia invisível Invisalign, neste artigo estão as diferenças entre aparelhos ortodônticos e Invisalign >>

Natal marcado pela Covid-19

Neste Natal, além de acompanhar a nossa saúde bucal, o mais importante é evitarmos a propagação do vírus. Para isso devemos levar em conta as recomendações do Estado quanto ao número máximo de pessoas que podem se reunir na mesma mesa e as distâncias entre os comensais. Nós o encorajamos a proteger sua própria saúde bucal, sua saúde geral e a de outras pessoas.

Como usar cera nos brackets?

A Ortodontia é um tratamento muito comum na infância. A mudança para a prótese permanente nem sempre ocorre de forma correta: dentes desalinhados (problemas de oclusão), espaços entre os dentes (diastemas), posição incorreta ou mordidas desviadas são comuns neste período. Embora este tratamento possa ser usado em qualquer idade.

Como usar cera nos brackets

A Ortodontia é uma solução bastante eficaz, porém, embora traga grandes vantagens no futuro, os aparelhos ortodônticos causam alguns problemas, principalmente durante o período de adaptação. Nos primeiros dias de tratamento é normal sentir um desconforto que vai desaparecendo com o tempo. Suportes, arcos ou alinhadores colocam pressão na dentadura para mover os dentes para a posição correta. Uma das soluções mais simples é o aparelhos ortodônticos invisalign

Os braquetes se projetam ligeiramente dos dentes e podem causar atrito, especialmente os braquetes convencionais de metal. A fricção que ocorre continuamente na mucosa – lábio interno e bochechas – e na língua pode causar feridas e feridas nos pacientes. A dificuldade para falar também é comum, até que você se acostume com o elemento estranho que entrou em sua boca.

Para acalmar a dor e evitar feridas, recomenda-se o uso de produtos como as ceras ortodônticas, mesmo que o tratamento seja mais agradável. Desta forma, os tecidos bucais serão protegidos e os efeitos do atrito nos braquetes serão minimizados.

Quando usar cera de suporte

Durante o período de adaptação, o paciente sentirá leves dores causadas pela pressão exercida pela ortodontia e desconforto pelo atrito dos braquetes. Esse atrito pode causar ferimentos que, se não forem cuidados, se tornarão graves. O uso de cera é recomendado, principalmente nos primeiros dias, para proteger a mucosa da boca e evitar infecções.

Da mesma forma, após cada revisão em que o aparelho é ajustado, também é conveniente utilizá-lo, pois os suportes irão esfregar em novas áreas.

Outras situações necessárias em que a cera deve ser usada são:

Se a ferida já ocorreu. É necessário usá-lo para que não esfregue na ferida e o resultado possa ser agravado com uma infecção oral.
Se algum suporte saiu. Se o braquete quebrou ou descolou, a cera pode nos ajudar a segurá-lo junto ao dente e não perdê-lo durante a visita ao ortodontista.

Se algum item se destacar. Outros elementos ortodônticos podem produzir o mesmo efeito quando se destacam ou se projetam um pouco. Embora o suporte pelo seu formato pontiagudo seja o que mais incomoda.
Como usar cera de suporte
As ceras ortodônticas são uma solução fácil e eficaz que atuam como um filme protetor da mucosa oral. Têm um sabor agradável e são muito fáceis de colocar.

Antes de manusear, é aconselhável lavar bem as mãos e escovar bem os dentes e ortodontia para evitar que o restante dos alimentos se acumule embaixo causando cáries ou dificultando a aderência. Quando os dentes estiverem limpos e secos, as seguintes etapas serão seguidas:

Pegue uma pequena quantidade de cera e faça uma bola com os dedos. Isso deve ser pequeno.

Em seguida, é pressionado contra o suporte para que se estenda e cubra a área do dente.

Será aplicada uma pequena pressão para que fique bem aderente.
Esta operação será repetida quantas vezes os colchetes precisarem ser cobertos.

As ceras ortodônticas apresentam boa adesão às superfícies metálicas, portanto, não é necessário aplicá-las constantemente nos dentes. Graças às suas propriedades físicas, a cera forma uma fina película protetora que evita que os elementos dos aparelhos com braquetes continuem a esfregar na mucosa da boca.

Recomenda-se retirar a cera antes de comer ou consumir bebidas quentes (como chá, café), pois com o calor esse material derrete e os alimentos podem grudar na cera.

Complicações nos implantes dentários

As técnicas cirúrgicas para a colocação de implantes dentários estão se tornando mais precisas e eficazes, a ponto de hoje a taxa de sucesso ultrapassar 90%. No resto dos casos, a falha ou perda final do implante deve-se ao aparecimento de certas complicações que podem surgir durante ou após a cirurgia, a fatores de risco pré-existentes, como tabagismo, ou à perda óssea na área. da maxila onde o implante deve ser ancorado, embora neste último caso já tenham sido desenvolvidas técnicas cirúrgicas que podem resolver o problema de suporte.

Complicações nos implantes dentários

Não podemos esquecer também o fato de que os implantes dentários devem ser realizados por dentistas especialistas e devidamente treinados, de modo que às vezes se deve pensar na inexperiência do dentista que realiza a cirurgia, geralmente devido ao uso de técnica cirúrgica inadequada. como causa da falha do implante dentário.

Em qualquer caso, para minimizar as chances de complicações com os implantes dentários, é imprescindível um estudo prévio detalhado da estrutura maxilar, principalmente da quantidade e qualidade do osso. A avaliação clínica geralmente requer a realização de uma ortopantomografia, necessária para a realização de um bom planejamento da cirurgia de implante

Complicações antes da cirurgia

Nesse caso, é preciso falar antes do risco de falha ou dificuldade de colocação do implante. No primeiro caso, fumar é um risco muito importante de perda subsequente do implante. Mas considera-se que a principal complicação prévia à cirurgia é que o paciente sofreu uma perda óssea na maxila, de forma que a fixação do implante é muito complicada. Nesse caso, entretanto, existem atualmente técnicas de regeneração óssea através da utilização de enxertos ósseos, que permitem ganhar volume ósseo e, por consequência, colocar o implante de maneira que seja muito durável

Complicações durante a cirurgia

O planeamento adequado da cirurgia com base nos testes previamente realizados é um fator importante para garantir o sucesso do implante, o que depende, em grande parte, da estabilidade que se pode dar na sua ancoragem no osso, para que seja favorecido e facilitar sua integração na estrutura óssea (osseointegração). A falta de osso suficiente ou que seja excessivamente poroso pode dificultar essa estabilidade, embora atualmente existam técnicas e materiais cirúrgicos muito eficazes para superar este tipo de obstáculos.

Manter a integridade da gengiva durante a cirurgia também é importante, pois deve-se evitar tocar no nervo dentário, o que pode causar parestesia temporária ou permanente

Complicações após a cirurgia

O período pós-operatório é onde podem surgir as maiores complicações, podendo inclusive comprometer a perda do implante. Uma das mais temidas é o aparecimento de uma infecção que compromete a estrutura adjacente ao implante, que é conhecida como peri-implantite e se caracteriza pelo aparecimento de dor, inflamação e sangramento. Se não for tratado imediatamente, pode causar a perda do implante. As causas deste tipo de infecção concentram-se basicamente na má higiene oral, embora seja necessário referir que o tabagismo é um importante fator de risco.

Outra possível complicação refere-se ao processo de osseointegração, que pode durar entre 3 e 6 meses. O risco de falha do implante por esse processo não se desenvolver corretamente é de apenas 2%, o que, segundo especialistas, pode ser devido ao tabagismo e à existência de certas doenças sistêmicas. Existe também a possibilidade de o implante apresentar alguma mobilidade, geralmente em decorrência do uso de técnica cirúrgica inadequada.

Da mesma forma, é importante escolher o momento certo para colocar a prótese dentária no implante, nunca antes de terminar o processo de cicatrização da ferida. O risco é que haja uma sobrecarga e, por consequência, comece a se mover.

Por fim, outras complicações possíveis são mecânicas, como a quebra do parafuso do pilar do implante ou a fratura da prótese dentária.

Verdades sobre o Invisalign

Uma das coisas mais atractivas sobre os alinhadores do Invisalign é que estes são removíveis. Ao contrário dos aparelhos dentários tradicionais, os alinhadores do Invisalign podem ser removidos durante as refeições para comer e também escovar os dentes. Isto significa que não tem de evitar determinadas comidas ou fazer a higiene oral com medo de danificar os alinhadores. Mas para bons resultados tem de manter os alinhadores pelo menos por 22 horas por dia.

Verdades sobre o Invisalign

Uma das coisas mais atractivas sobre os alinhadores do Invisalign é que estes são removíveis. Ao contrário dos aparelhos dentários tradicionais, os alinhadores do Invisalign podem ser removidos durante as refeições para comer e também escovar os dentes. Isto significa que não tem de evitar determinadas comidas ou fazer a higiene oral com medo de danificar os alinhadores. Mas para bons resultados tem de manter os alinhadores pelo menos por 22 horas por dia.

Para uma boa eficácia tem de escovar os dentes após cada refeição. Uma higiene oral adequada vai reduzir o risco de infecções ou cáries durante o tratamento. A escovagem deve ser minuciosa assim como o uso do fio dental para que todos os restos de comida sejam removidos e as áreas que estão em contacto com os alinhadores fiquem realmente limpas.

Apesar do Invisalign ser conhecido como um produto inovador no endireitar dos dentes, não significa que faça magia porque endireitar os dentes leva o seu tempo. Com o Invisalign este processo é mais rápido do que com o aparelho tradicional mas mesmo assim, deve manter expectativas reais.

O tratamento com este inovador aparelho não é doloroso. Muitos pacientes apenas reportaram dor média durante o processo e outros não sentiram qualquer desconforto. Normalmente o desconforto maior surge quando são colocados novos alinhadores e o desconforto permanece por 2 ou 3 dias. Isto é atribuído à pressão dos alinhadores nos dentes para alinhá-los.

O Invisalign não é para todas as pessoas. Não é aconselhado para tratar casos ortodônticos complexos como sobremordidas profundas graves mas apenas o seu dentista pode avaliar o seu caso e tomar a decisão.

Ir ao dentista durante a pandemia

As dores de dentes não ficam de quarentena nem sabem manter o distanciamento social, e podem aparecer a qualquer dia e hora. É por isso que mesmo estando a viver um estado de alerta devido à pandemia do Covid-19, podemos ter que nos deslocar ao dentista.

Dor Dentes Sintoma de COVID-19

Antes de se deslocar à consulta faça a marcação primeiro. Podem perguntar-lhe acerca da sua saúde e solicitar-lhe informações acerca da mesma.

Enquanto estiver a ser tratado não pode estar de máscara mas em todos os outros momentos mantenha-se com a máscara, enquanto se desloca para e nas instalações e enquanto fala com o seu médico dentista acerca do que o levou até ao consultório. Ao tomar estas medidas impede a libertação de partículas infecciosas para o ar sem saber e também impede que possa respirá-las de outras pessoas.

Lave e higienize as mãos quando chega e quando sai do consultório. Se tiver que tocar em alguma superfície ou tiver que usar a casa de banho, lave e desinfecte as mãos antes e imediatamente depois. Usar luvas pode ser uma opção mas também pode usar lenços de papel como uma “barreira” e não ter de tocar nas superfícies directamente.

Mas não é só o paciente que toma medidas preventivas. Os dentistas são íntimos e pessoais enquanto trabalham na boca; portanto, espera-se que eles usem máscaras e viseiras e equipamentos de protecção enquanto trabalham (incluindo redes de cabelo, protectores faciais, luvas e roupas e trajes de corpo inteiro).

Todos estão a trabalhar e a tomar as medidas necessárias para que os pacientes possam ser atendidos com a segurança necessária.

Saiba como pode poupar nas contas da luz e da internet

O que é certo é que hoje em dia, estamos totalmente dependentes do uso do telemóvel e da internet. Seja por razões de trabalho ou social, estamos em contactos 24 horas por dia, e o que é também certo é que por vezes pagamos uma conta de telecomunicações bem alta.

A situação pode ser outra se seguir os conselhos seguintes neste artigo.

  1. Não contrate produtos ou serviços que não vai usar

Sabemos que as operadoras de telecomunicações têm uma panóplia de serviços: pacotes com muitos megas (Mb), tarifas fixas ilimitadas, oferecem vários programas e sempre com a melhor tecnologia possível. No entanto, pense bem antes de contratar. Dê valor ao que precisa, e não se deixe levar pelo que não vai usar.  Não faça qualquer contrato por insistência.

  • Compare as melhores ofertas e preços

Faça uma pesquisa de mercado de acordo com os seus hábitos de consumo. Se nunca vê televisão, porque contratar 150 canais? Pense naquilo que necessita e compare, por exemplo os pacotes NOS com os da Meo.

  • Cuidado com os serviços de valor acrescentado

As chamadas efetuadas para os denominados números de valor acrescentado, tais como os 707, têm um impacto na sua fatura de telecomunicações estrondoso. Se verificar que o seu saldo termina “muito rápido”, contacte com a sua companhia e desative todos os serviços que possa ter contratado sem querer. Muitas vezes basta colocar o seu número em qualquer parte de uma página, e subscreve serviços ou jogos sem querer.

  • Amplifique o sinal (WI-fi)

Se tem constantemente falhas na cobertura, ou uma fraca velocidade nos downloads, é provavel que não lhe estão a oferecer a velocidade inicial. As causas de mau sinal são várias: roubo da sua Wi-fi, tipo de router entre outros.

Para melhorar o sinal, a solução mais simples e económica é instalar um amplificador de sinal que se liga à corrente elétrica, e recebe o sinal wi-fi do seu router, amplificando a ligação. No lugar onde irá colocá-lo deve haver uma boa ligação: comprove com o seu telemóvel se pelo menos lhe aparecem dois traços de wifi (num total de quatro que pode ter).  Não se preocupe com a conta da luz, estes aparelhos não costumam gastar muita eletricidade.

Existem outras possibilidades mais complexas e mais caras também.

  • Poupe ao máximo os dados móveis

Por norma, na maior parte das companhias, após esgotados os dados móveis, são taxados um valor extra pela internet adicional consumida.

Atenção: se não tem dados móveis, esqueça as apps e de navegar de maneira ilimitada. A sua conta vai aumentar

Para não pagar mais, as principais companhias permitem ativar a opção de reduzir a velocidade uma vez acabado o pacote, sem custos extra. Não navegará da mesma maneira, mas pelo menos terá acesso ao seu e-mail, por exemplo. Pode ainda ativar um alerta para quado atinja um determinado consumo de megas.

Se já tem poucos dados, e não tem acesso à Wi-fi, evite aplicações de consumo extratemamente alto como o Youtube, e evite partilhar videos e fotos.