Burla Anuncios com nr 961183370

Atenção ao nr 961183370 que entra em contacto em quem em anúncios no OLX por exemplo para fazer transferência por MBnet MBWay que pede codigos etc. ISTO È BURLA!

Como usar cera nos brackets?

A Ortodontia é um tratamento muito comum na infância. A mudança para a prótese permanente nem sempre ocorre de forma correta: dentes desalinhados (problemas de oclusão), espaços entre os dentes (diastemas), posição incorreta ou mordidas desviadas são comuns neste período. Embora este tratamento possa ser usado em qualquer idade.

Como usar cera nos brackets

A Ortodontia é uma solução bastante eficaz, porém, embora traga grandes vantagens no futuro, os aparelhos ortodônticos causam alguns problemas, principalmente durante o período de adaptação. Nos primeiros dias de tratamento é normal sentir um desconforto que vai desaparecendo com o tempo. Suportes, arcos ou alinhadores colocam pressão na dentadura para mover os dentes para a posição correta. Uma das soluções mais simples é o aparelhos ortodônticos invisalign

Os braquetes se projetam ligeiramente dos dentes e podem causar atrito, especialmente os braquetes convencionais de metal. A fricção que ocorre continuamente na mucosa – lábio interno e bochechas – e na língua pode causar feridas e feridas nos pacientes. A dificuldade para falar também é comum, até que você se acostume com o elemento estranho que entrou em sua boca.

Para acalmar a dor e evitar feridas, recomenda-se o uso de produtos como as ceras ortodônticas, mesmo que o tratamento seja mais agradável. Desta forma, os tecidos bucais serão protegidos e os efeitos do atrito nos braquetes serão minimizados.

Quando usar cera de suporte

Durante o período de adaptação, o paciente sentirá leves dores causadas pela pressão exercida pela ortodontia e desconforto pelo atrito dos braquetes. Esse atrito pode causar ferimentos que, se não forem cuidados, se tornarão graves. O uso de cera é recomendado, principalmente nos primeiros dias, para proteger a mucosa da boca e evitar infecções.

Da mesma forma, após cada revisão em que o aparelho é ajustado, também é conveniente utilizá-lo, pois os suportes irão esfregar em novas áreas.

Outras situações necessárias em que a cera deve ser usada são:

Se a ferida já ocorreu. É necessário usá-lo para que não esfregue na ferida e o resultado possa ser agravado com uma infecção oral.
Se algum suporte saiu. Se o braquete quebrou ou descolou, a cera pode nos ajudar a segurá-lo junto ao dente e não perdê-lo durante a visita ao ortodontista.

Se algum item se destacar. Outros elementos ortodônticos podem produzir o mesmo efeito quando se destacam ou se projetam um pouco. Embora o suporte pelo seu formato pontiagudo seja o que mais incomoda.
Como usar cera de suporte
As ceras ortodônticas são uma solução fácil e eficaz que atuam como um filme protetor da mucosa oral. Têm um sabor agradável e são muito fáceis de colocar.

Antes de manusear, é aconselhável lavar bem as mãos e escovar bem os dentes e ortodontia para evitar que o restante dos alimentos se acumule embaixo causando cáries ou dificultando a aderência. Quando os dentes estiverem limpos e secos, as seguintes etapas serão seguidas:

Pegue uma pequena quantidade de cera e faça uma bola com os dedos. Isso deve ser pequeno.

Em seguida, é pressionado contra o suporte para que se estenda e cubra a área do dente.

Será aplicada uma pequena pressão para que fique bem aderente.
Esta operação será repetida quantas vezes os colchetes precisarem ser cobertos.

As ceras ortodônticas apresentam boa adesão às superfícies metálicas, portanto, não é necessário aplicá-las constantemente nos dentes. Graças às suas propriedades físicas, a cera forma uma fina película protetora que evita que os elementos dos aparelhos com braquetes continuem a esfregar na mucosa da boca.

Recomenda-se retirar a cera antes de comer ou consumir bebidas quentes (como chá, café), pois com o calor esse material derrete e os alimentos podem grudar na cera.

Complicações nos implantes dentários

As técnicas cirúrgicas para a colocação de implantes dentários estão se tornando mais precisas e eficazes, a ponto de hoje a taxa de sucesso ultrapassar 90%. No resto dos casos, a falha ou perda final do implante deve-se ao aparecimento de certas complicações que podem surgir durante ou após a cirurgia, a fatores de risco pré-existentes, como tabagismo, ou à perda óssea na área. da maxila onde o implante deve ser ancorado, embora neste último caso já tenham sido desenvolvidas técnicas cirúrgicas que podem resolver o problema de suporte.

Complicações nos implantes dentários

Não podemos esquecer também o fato de que os implantes dentários devem ser realizados por dentistas especialistas e devidamente treinados, de modo que às vezes se deve pensar na inexperiência do dentista que realiza a cirurgia, geralmente devido ao uso de técnica cirúrgica inadequada. como causa da falha do implante dentário.

Em qualquer caso, para minimizar as chances de complicações com os implantes dentários, é imprescindível um estudo prévio detalhado da estrutura maxilar, principalmente da quantidade e qualidade do osso. A avaliação clínica geralmente requer a realização de uma ortopantomografia, necessária para a realização de um bom planejamento da cirurgia de implante

Complicações antes da cirurgia

Nesse caso, é preciso falar antes do risco de falha ou dificuldade de colocação do implante. No primeiro caso, fumar é um risco muito importante de perda subsequente do implante. Mas considera-se que a principal complicação prévia à cirurgia é que o paciente sofreu uma perda óssea na maxila, de forma que a fixação do implante é muito complicada. Nesse caso, entretanto, existem atualmente técnicas de regeneração óssea através da utilização de enxertos ósseos, que permitem ganhar volume ósseo e, por consequência, colocar o implante de maneira que seja muito durável

Complicações durante a cirurgia

O planeamento adequado da cirurgia com base nos testes previamente realizados é um fator importante para garantir o sucesso do implante, o que depende, em grande parte, da estabilidade que se pode dar na sua ancoragem no osso, para que seja favorecido e facilitar sua integração na estrutura óssea (osseointegração). A falta de osso suficiente ou que seja excessivamente poroso pode dificultar essa estabilidade, embora atualmente existam técnicas e materiais cirúrgicos muito eficazes para superar este tipo de obstáculos.

Manter a integridade da gengiva durante a cirurgia também é importante, pois deve-se evitar tocar no nervo dentário, o que pode causar parestesia temporária ou permanente

Complicações após a cirurgia

O período pós-operatório é onde podem surgir as maiores complicações, podendo inclusive comprometer a perda do implante. Uma das mais temidas é o aparecimento de uma infecção que compromete a estrutura adjacente ao implante, que é conhecida como peri-implantite e se caracteriza pelo aparecimento de dor, inflamação e sangramento. Se não for tratado imediatamente, pode causar a perda do implante. As causas deste tipo de infecção concentram-se basicamente na má higiene oral, embora seja necessário referir que o tabagismo é um importante fator de risco.

Outra possível complicação refere-se ao processo de osseointegração, que pode durar entre 3 e 6 meses. O risco de falha do implante por esse processo não se desenvolver corretamente é de apenas 2%, o que, segundo especialistas, pode ser devido ao tabagismo e à existência de certas doenças sistêmicas. Existe também a possibilidade de o implante apresentar alguma mobilidade, geralmente em decorrência do uso de técnica cirúrgica inadequada.

Da mesma forma, é importante escolher o momento certo para colocar a prótese dentária no implante, nunca antes de terminar o processo de cicatrização da ferida. O risco é que haja uma sobrecarga e, por consequência, comece a se mover.

Por fim, outras complicações possíveis são mecânicas, como a quebra do parafuso do pilar do implante ou a fratura da prótese dentária.

Verdades sobre o Invisalign

Uma das coisas mais atractivas sobre os alinhadores do Invisalign é que estes são removíveis. Ao contrário dos aparelhos dentários tradicionais, os alinhadores do Invisalign podem ser removidos durante as refeições para comer e também escovar os dentes. Isto significa que não tem de evitar determinadas comidas ou fazer a higiene oral com medo de danificar os alinhadores. Mas para bons resultados tem de manter os alinhadores pelo menos por 22 horas por dia.

Verdades sobre o Invisalign

Uma das coisas mais atractivas sobre os alinhadores do Invisalign é que estes são removíveis. Ao contrário dos aparelhos dentários tradicionais, os alinhadores do Invisalign podem ser removidos durante as refeições para comer e também escovar os dentes. Isto significa que não tem de evitar determinadas comidas ou fazer a higiene oral com medo de danificar os alinhadores. Mas para bons resultados tem de manter os alinhadores pelo menos por 22 horas por dia.

Para uma boa eficácia tem de escovar os dentes após cada refeição. Uma higiene oral adequada vai reduzir o risco de infecções ou cáries durante o tratamento. A escovagem deve ser minuciosa assim como o uso do fio dental para que todos os restos de comida sejam removidos e as áreas que estão em contacto com os alinhadores fiquem realmente limpas.

Apesar do Invisalign ser conhecido como um produto inovador no endireitar dos dentes, não significa que faça magia porque endireitar os dentes leva o seu tempo. Com o Invisalign este processo é mais rápido do que com o aparelho tradicional mas mesmo assim, deve manter expectativas reais.

O tratamento com este inovador aparelho não é doloroso. Muitos pacientes apenas reportaram dor média durante o processo e outros não sentiram qualquer desconforto. Normalmente o desconforto maior surge quando são colocados novos alinhadores e o desconforto permanece por 2 ou 3 dias. Isto é atribuído à pressão dos alinhadores nos dentes para alinhá-los.

O Invisalign não é para todas as pessoas. Não é aconselhado para tratar casos ortodônticos complexos como sobremordidas profundas graves mas apenas o seu dentista pode avaliar o seu caso e tomar a decisão.

Ir ao dentista durante a pandemia

As dores de dentes não ficam de quarentena nem sabem manter o distanciamento social, e podem aparecer a qualquer dia e hora. É por isso que mesmo estando a viver um estado de alerta devido à pandemia do Covid-19, podemos ter que nos deslocar ao dentista.

Dor Dentes Sintoma de COVID-19

Antes de se deslocar à consulta faça a marcação primeiro. Podem perguntar-lhe acerca da sua saúde e solicitar-lhe informações acerca da mesma.

Enquanto estiver a ser tratado não pode estar de máscara mas em todos os outros momentos mantenha-se com a máscara, enquanto se desloca para e nas instalações e enquanto fala com o seu médico dentista acerca do que o levou até ao consultório. Ao tomar estas medidas impede a libertação de partículas infecciosas para o ar sem saber e também impede que possa respirá-las de outras pessoas.

Lave e higienize as mãos quando chega e quando sai do consultório. Se tiver que tocar em alguma superfície ou tiver que usar a casa de banho, lave e desinfecte as mãos antes e imediatamente depois. Usar luvas pode ser uma opção mas também pode usar lenços de papel como uma “barreira” e não ter de tocar nas superfícies directamente.

Mas não é só o paciente que toma medidas preventivas. Os dentistas são íntimos e pessoais enquanto trabalham na boca; portanto, espera-se que eles usem máscaras e viseiras e equipamentos de protecção enquanto trabalham (incluindo redes de cabelo, protectores faciais, luvas e roupas e trajes de corpo inteiro).

Todos estão a trabalhar e a tomar as medidas necessárias para que os pacientes possam ser atendidos com a segurança necessária.

A História do Invisalign

Em 1997, Zia Chishti e Kelsey Wirth, dois estudantes da Universidade de Stanford, baseados nos princípios de Kesling, pensaram em fazer pequenos movimentos dentários progressivamente através de uma série de alinhadores de poliuretano removíveis, com a ajuda da ciência da computação. Em agosto, eles receberam US $ 2,2 milhões em financiamento e fundaram a Align Techonology, Inc. (Santa Clara, Califórnia).

A História do Invisalign

Em setembro de 1998, eles receberam autorização da American Dental Federation (FDA) para comercializar o sistema. Eles tinham 25 funcionários, 100 pacientes em tratamento e tinham a capacidade de tratar novos pacientes por dia.

Não foi até 1999, quando o sistema Invisalign® foi introduzido em uma reunião de ortodontista e sua distribuição começou em julho nos Estados Unidos (EUA).

A primeira publicação científica data do ano 2000, coincidindo com sua primeira campanha publicitária nacional para o consumidor.

A Align abriu suas operações na Costa Rica em 2001. Atualmente, possui mais de 2.000 funcionários em seus edifícios no Global Park e Ultra Park.

No verão de 2001, o Invisalign é introduzido na Europa, lançando a primeira fase de sua expansão internacional. No final de 2001, a Align já havia fabricado um milhão de alinhadores. A oferta pública inicial é lançada na Nasdaq (ALGN).

Em 2002, o Invisalign foi lançado no mercado de dentistas em geral. No final do ano, introduz a fabricação usando tomografia computadorizada (TC).

Em 2003, a faculdade de odontologia da Universidade de Nova York (NYU) incluiu o Invisalign em sua agenda. Em setembro do mesmo ano, ele mudou a fabricação dos alinhadores para Juarez.

Em 2005, a Align aterra no Japão e introduz o Invisalign Express (não disponível na Espanha), uma alternativa a um preço mais baixo para tratamentos mais simples. Em setembro, eles já haviam fabricado 15 milhões de alinhadores.

Em 2006, o primeiro livro sobre Invisalign foi publicado.

Em 2007, a Align estabeleceu empresas colaboradoras para distribuição na Ásia e na América Latina. Em outubro, atingiram 30 milhões de alinhadores, em novembro lançaram os retentores Vivera® e em dezembro obtiveram 1 bilhão de dólares em benefícios acumulados (US $ 1 bilhão em receita líquida acumulada).

Em 2008, a Align lançou duas novas opções de tratamento: Invisalign Teen para tratamento em adolescentes e Invisalign Assist (não disponível na Espanha), com suporte adicional para médicos.

Em abril de 2009, o 1 milhão de pacientes foi tratado. Em setembro, o Invisalign 1.5 aparece com os recursos do SmartForce.

Em março de 2010, a Align apresenta o Invisalign Lite no mercado internacional. Em agosto, lança o maior conjunto de novos recursos até o momento, o Invisalign G3. Nesse mesmo ano, ele adicionou um distribuidor para pequenos países da Europa, Oriente Médio e África.

Em 2011, a Align adquiriu a Cadent Holdings, Inc., empresa proprietária do scanner intraoral iTero ™ e dos sistemas iOC ™ e OrthoCAD. Em maio, o Align é introduzido na República da China. O Invisalign G4 é lançado no final do ano.

Em 2012, o Invisalign Express 5 aparece (não disponível na Espanha). Em novembro, chega a 2 milhões de pacientes.

Um novo material para os alinhadores, o SmartTrack, é lançado em 2013, juntamente com o novo iTero ™, que inclui o software Invisalign Outcome Simulator. Em maio, adquiro o distribuidor da Ásia-Pacífico.

Em 2014 lança o Invisalign G5, um conjunto de novos recursos para o tratamento de sobremordida, junto com o novo ClinCheck Pro. Align lança um piloto na Espanha para terceirizar o treinamento. Continue com sua política de compras de distribuidores, neste caso, EMEA.

Em 2015, é a vez do Invisalign G6, uma nova solução para o tratamento de extrações de primeiros pré-molares com ancoragem máxima. Em março, o anúncio do novo iTero ™ Element coincide com o terceiro milhão de pacientes tratados.

Em fevereiro de 2016, continua sua expansão agora chegando à Índia.

Em julho de 2016, a Align Technology compra 19% do Smile Direct Club e se torna o fornecedor de materiais (EX30) dessa empresa, entrando no mercado de sistemas ortodônticos do tipo “faça você mesmo” em casa.

Em setembro de 2016, o número de pacientes 4 milhões é atingido.

Em outubro de 2016, são introduzidas as trocas semanais de alinhadores (desgaste de uma semana) e o Invisalign G7, um conjunto de recursos para melhorar o acabamento e o acabamento. O software ITero é atualizado para a versão 1.4

Em fevereiro de 2017, a Invisalign adquire oficialmente o distribuidor no Brasil, iniciando sua inclusão no continente sul-americano.

Em março de 2017, 1 milhão de scanners iTero são realizados em conjunto com um milhão de pacientes adolescentes tratados com o lançamento do avanço mandibular com Invisalign (ITMA)

Em junho de 2017, abre novas instalações para o planejamento de tratamento na China, iniciando assim a descentralização da sede da Costa Rica.

Em novembro de 2017, o número de pacientes 5 milhões é atingido.

A primeira mudança que o Invisalign introduz em 2018, o primeiro dia de janeiro, é um novo design do Invisalign Doctor Site (IDS).

Imagens e Vídeos do Acidente Autocarro Calçada em Cepelos – Vale de Cambra

REPORTAGEM DA RTP DO ACIDENTE AUTOCARRO CALÇADA EM CEPELOS 27/03/1996

REPORTAGEM DA SIC DO ACIDENTE AUTOCARRO CALÇADA EM CEPELOS 27/03/1996

Algumas imagens do Acidente que aconteceu em Cepelos – Vale de Cambra em 27 de Março de 1996 com o autocarro da empresa Calçada. Comentem esse dia, pois eu felizmente nesse dia tinha manhã livre não fui no autocarro.

Autocarro Acidentado

Continue reading

EXPODENTAL – Feira Internacional do Setor Odontológico

EXCELENTE EQUILÍBRIO DA FEIRA EXPODENTAL
IFEMA e FENIN apresentam a feira para mais de uma centena de empresas líderes no setor odontológico.

EXPODENTAL, que tem uma nova imagem para destacar o papel da “Tecnologia ao Serviço dos Profissionais”, será realizada de 12 a 14 de março de 2020 (quinta-feira a sábado) nos Salões 2, 4, 6 e 8 da Feria de Madrid

Expodental

O QUE É EXPODENTAL?
Expodental, a feira líder para a indústria odontológica europeia, que nesta chamada comercial consolida sua expansão internacional com a Itália como país convidado.

Madrid será novamente o epicentro do setor odontológico, com avanços tecnológicos e digitais e com as propostas mais inovadoras, como resultado de pesquisa e desenvolvimento contínuos.

PORQUE VISITAR EXPODENTAL?

Razões para visitar EXPODENTAL

  • Obtenha uma visão geral de toda a oferta comercial especializada existente no mercado.
  • Tendências e desenvolvimentos nacionais e internacionais em 5 dias e em um só lugar.
  • Iniciar, continuar ou fechar processos de compra e pedido com ou o canal de distribuição presente na feira.
  • Construa uma rede de trabalho.
  • Agende reuniões com fornecedores atuais e potenciais.
  • Fortalecer as relações comerciais com os fornecedores atuais.
  • Analise e verifique diretamente as características do produto / serviço de possíveis novos fornecedores.
  • Expandir o conhecimento e a aplicação de tecnologias e serviços.
  • Compare diretamente as características de toda a oferta especializada.
  • EXPODENTAL é um instrumento essencial para distribuição na definição de imagem e conteúdo direcionado ao consumidor final.
  • Obter acordos para a distribuição de produtos / serviços.
  • Obtenha as informações necessárias para avaliar as possibilidades de uma futura participação como expositor.

Na Clínica do Marquês estão sempre na vanguarda da tecnologia de ponta no que respeita á Odontologia!

Minhas gengivas sangram, o que posso fazer?

Certamente esta é uma situação que já aconteceu com mesmo em várias ocasiões. É um sintoma muito comum, tanto entre crianças e adultos. Mas por que minhas gengivas sangram quando escovo meus dentes?

Ter gengivas vermelhas ou sangramento ao comer certos alimentos ou fazer a escovagem diária é um sintoma óbvio de que algo não está funcionando bem e que eles não são saudáveis. Essa situação geralmente está diretamente ligada a alguma doença periodontal, como gengivite ou periodontite.

Por que a gengivite aparece

A gengivite é a primeira fase da doença periodontal, é o seu estado mais brando. Ela se manifesta com inflamação da gengiva e sangramento. Aparece quando as gengivas causadas pela falta de higiene se acumularam nas gengivas e na superfície dos dentes.
Sangramento das Gengivas
É uma primeira fase da doença periodontal que é completamente reversível se uma solução for colocada a tempo antes que a condição da gengiva piore e resulte em periodontite.

5 dicas para evitar sangramento nas gengivas

  • Nunca se esqueça da escovação dos dentes
    É muito importante escovar os dentes após cada refeição, não apenas para remover os restos de comida deixados entre os dentes, mas também para eliminar as bactérias que permaneceram aderidas à superfície do esmalte dentário.
  • O fio dental é seu aliado
    O uso de fio dental ou fio dental é a base para a limpeza interproximal adequada. É o complemento perfeito para a escova de dentes, pois chega lá onde as cerdas não podem alcançar.
  • Escolha uma escova de dentes adequada às suas necessidades
    Manual ou elétrico? Cerdas macias ou duras? Cada um de nós tem necessidades e preferências ao escolher utensílios de higiene dental. Discuta com seu dentista quais são os requisitos que sua escova de dentes ideal deve ter para ajudá-lo com a melhor escolha.
  • Use uma pasta de dentes especial para gengivas vermelhas e inchadas
    Hoje há muitas opções ao escolher uma pasta de dente. Escolha um que seja especialmente adequado para o seu caso específico e que reduza consideravelmente o acúmulo de placa bacteriana.
  • Limpeza dentária profissional uma vez por ano
    Por mais que nos esforcemos para manter a boca e os dentes limpos, nunca seremos capazes de eliminar completamente todas as bactérias. Portanto, é importante ir ao consultório do dentista anualmente para realizar uma limpeza ou profilaxia dentária.

Qual o melhor tipo de ortodontia?

O setor odontológico está experimentando uma evolução excepcional nos últimos anos. Graças a esses avanços, existem atualmente muitos tipos de ortodontia, que podem gerar certas dúvidas ao escolher o ideal para você.

Quais são as diferenças entre os diferentes tipos de ortodontia?

Em clínicas odontológicas, tem à disposição todos os tipos de ortodontia existentes. Você quer saber quais são as diferenças?

  • Brackets metálicos – É um tipo mais tradicional de ortodontia. Usamos braquetes metálicos unidos por um arco e, hoje, ainda é uma das opções mais escolhidas pelos nossos pacientes.
  • Brackets estéticos. Como no caso anterior, este aparelho dental utiliza braquetes na face externa dos dentes. A diferença está na sua cor, já que neste dispositivo eles imitam a tonalidade dos dentes naturais, imitando os pedaços dentais e passando despercebidos.
  • Ortodontia Lingual É um tipo de ortodontia invisível. Como os dois tipos anteriores, é composto de brackets, mas neste caso eles são colocados no lado interno dos dentes, o que os torna totalmente imperceptíveis para os outros.
  • Invisalign A ortodontia invisível Invisalign é o tipo mais revolucionário. Ao contrário de todos os outros, ele não usa brackets (usa talas transparentes) e não é fixo (o paciente pode retirá-lo e colocá-lo de volta).

Brackets

Posso escolher qualquer aparelho dental?

Uma vez que as diferenças entre os diferentes tipos de ortodontia foram explicadas, seu caso específico deve ser tratado.

Desde que o ortodontista não observe nenhuma condição dentária que contraindique um dos tipos de ortodontia, você será quem decidirá qual escolher.

A eficácia de todos os aparelhos dentários explicados é garantida, pelo que a sua decisão deve basear-se noutros aspectos:

  • Importância da estética. Dependendo da importância que você atribui à sua aparência durante o tratamento, alguns tipos ou outros se adequarão a você. Se a imagem é importante para você, a ortodontia invisível (lingual ou Invisalign) será a mais adequada para você.
  • Preço. Sem dúvida, o preço da ortodontia é outro aspecto a ser valorizado. Uma vez que as características dos aparelhos dentários são diferentes, o mesmo acontece com os seus preços. Em condições normais, os braquetes metálicos e estéticos são geralmente os tipos mais Económico de ortodontia.
  • Conforto durante o tratamento é o último dos pontos a serem tratados. Se você está procurando um tipo confortável de ortodontia, a solução é clara: Invisalign. As talas removíveis desta ortodontia facilitam a higiene dental e evitam possíveis desconfortos