TRATAMENTO ORTODÔNTICO COM CIRURGIA ORTOGNÁTICA

Quando o ortodontista após um diagnóstico rigoroso que envolve uma série de registros radiológicos (às vezes dependendo do caso com formato tridimensional de TCFC), registros fotográficos, montagem do articulador e quando há patologia articular com ressonância eletromagnética e tudo isso de forma tridimensional visualizar; vertical, transversal e sagital, informa ao paciente que seu problema dentário é de origem esquelética e que a possibilidade de corrigi-lo apenas com a ortodontia não é possível ou conveniente, ele fica desapontado e geralmente bloqueado, pois o motivo da consulta costuma ser para melhorar a estética de seus dentes.

QUANDO E POR QUE, EM UM CASO DE ORTODÔNTICA, A CIRURGIA ORTODÔNTICA DEVE SER FEITA?

É necessário distinguir entre problemas de origem esquelética onde a ortodontia pode ser realizada por meio de compensações dentárias e outros onde apenas os aspetos estéticos podem ser melhorados (alinhamento, dentes rotacionados …) mas sem corrigir a má oclusão e a estética facial.

CIRURGIA ORTOGNÁTICA

Mas há outros casos em que a alteração da estrutura esquelética do paciente devido ao crescimento inadequado e muitas vezes devido à má respiração ou função lingual desde a infância, mesmo tendo usado ortodontia ortopédica funcional, torna impossível e também inadequada a movimentação dos dentes mesmo que é melhorar apenas esteticamente e que somente a combinação da ortodontia com a cirurgia ortognática é a única possibilidade de solucionar a má oclusão, a estética dentária e restaurar a harmonia facial.

Diante dessa única possibilidade, a grande maioria dos pacientes passa por um período de incertezas, dúvidas, medos e avaliações para saber se vale a pena realizar um tratamento tão complexo. Por isso, normalmente a tomada de decisão deste tipo de tratamento é difícil para o paciente, pois é um tratamento que o assusta por se tratar de uma cirurgia complexa com anestesia geral e com um pós-operatório que ele imagina doloroso mas, curiosamente, o pós-operatório é incômodo, devido ao processo inflamatório agudo, mas não gera dor. Este processo inflamatório desaparecerá rapidamente nas semanas seguintes

Quando o paciente toma a decisão de se submeter ao tratamento ortodôntico com cirurgia ortognática, ele nunca deve considerá-lo por razões puramente estéticas, mas por razões funcionais e preservação da saúde dentária, (evitando a perda prematura de dentes altamente traumatizados devido à má oclusão) razões periodontais (melhorando recessões ) e articular, uma vez que uma boa oclusão retarda a deterioração articular e faz com que a ATM (articulação temporomandibular) funcione em uma situação mais favorável, mas também é verdade que a cirurgia ortognática proporcionará e restaurará a harmonia facial melhorando a estética do paciente.

QUEM SÃO OS MELHORES ESPECIALISTAS EM TRATAMENTOS CIRÚRGICOS ORTODÔNTICOS?

Este tipo de tratamento requer a colaboração estreita do ortodontista e do cirurgião maxilofacial que deve coordenar desde o início os aspetos do diagnóstico e do tratamento e o paciente deve ser totalmente informado pelos dois especialistas antes de iniciar o tratamento e tomar a decisão.

Qualquer ato médico pode ter riscos, mas este tipo de tratamento nas mãos de especialistas experientes é realizado com muita frequência e com resultados realmente satisfatórios.

Nos últimos dez anos temos assistido a um aumento significativo neste tipo de tratamento graças aos avanços no planejamento digital da cirurgia e avanços também no campo da cirurgia maxilofacial (instrumental, técnicas minimizando e melhorando o pós-operatório), contando também com o National panorama com cirurgiões com grande experiência neste tipo de cirurgia.

A combinação de um ortodontista com experiência no planejamento de casos ortodônticos para cirurgia ortognática e de um cirurgião com experiência neste tipo de cirurgia é essencial para se atingir os resultados desejados.

Um cirurgião maxilofacial pode ser um cirurgião muito bom em intervenções como tumores, acidentes…. Mas não ser adequado para cirurgia ortognática, pois é uma cirurgia que exige muita prática e muitos detalhes e ergonomia cirúrgica e onde tudo é previamente pré-estabelecido com cirurgia virtual que também foi coordenada com o ortodontista e com alguma intervenção tempos adequados.

Normalmente, um cirurgião com experiência neste tipo de cirurgia leva entre duas e três horas para realizar uma cirurgia bimaxilar (atuando em ambas as mandíbulas) e muito menos tempo se for unimaxilar (atuando em apenas uma mandíbula).

Um bom ortodontista também deve ter experiência neste tipo de má oclusão, pois o planejamento é mais complexo e deve, na primeira fase do tratamento ortodôntico prévio à cirurgia (ortodontia pré-cirúrgica), eliminar as compensações dentárias e coordenar os arcos para que o cirurgião possa realizar a cirurgia e após a cirurgia realizar outra fase da ortodontia (ortodontia pós-cirúrgica) onde a oclusão será ajustada, finalizando um tratamento que será de excelência se todos os parâmetros planejados forem cumpridos.

O TRATAMENTO ORTODÔNTICO COM CIRURGIA ORTOGNÁTICA É MAIS LONGO?

O tempo ortodôntico nesse tipo de caso não precisa ser muito maior do que os casos ortodônticos complexos que se resolvem sem cirurgia.

O certo é que há um tempo (entre dois e três meses) que podemos dizer que se soma à duração de qualquer tratamento ortodôntico.

Às vezes são tempos mortos do preparo cirúrgico onde novos registros serão feitos e toda a cirurgia virtual e a tala pré-cirúrgica serão planejadas, isso de acordo com o cirurgião pode durar alguns dias ou algumas semanas e o tempo de recuperação de um mês dependendo de cada caso onde o paciente deve se recuperar para poder continuar com a fase ortodôntica pois é necessário que sua boca esteja adequada para poder trabalhar bem tirando novos registros para continuar com a Ortodontia Invisível ou para continuar atuando com a ortodôntica aparelho de cintas.

Enquanto esse momento chega, o paciente é revisado tanto pelo cirurgião quanto pelo ortodontista para controle e estabelecimento das diretrizes na primeira fase pós-cirúrgica.

QUANTO CUSTA UM TRATAMENTO ORTODÔNTICO COM CIRURGIA ORTOGNÁTICA?

O preço desses tratamentos ortodônticos é mais caro devido à sua complexidade e por normalmente exigirem duas etapas ortodônticas (pré-cirúrgica e pós-cirúrgica), embora haja momentos em que a cirurgia é realizada antes da ortodontia (Cirurgia Primeiro) ou com um curto preparo . ortodôntica (cirurgia precoce)

O ortodontista que realiza esse tipo de tratamento tem experiência e formação sólida e, por se tratar de tratamentos que exigem mais especialização, os honorários são mais elevados do que os tratamentos ortodônticos sem cirurgia.

Os preços deste tipo de tratamento em função da técnica ortodôntica utilizada situam-se entre € 5.500 e € 9.000 (embora cada caso tenha as suas características particulares, pelo que pode haver oscilações nestes preços)

A estas taxas devem ser adicionadas as taxas da cirurgia, que dependendo dos procedimentos cirúrgicos podem variar entre € 4.000 – € 20.000 dependendo do tipo de cirurgia e do cirurgião.

A segurança social, em certas ocasiões, também realiza essas intervenções.

SUPORTES OU INVISALIGN SÃO MELHORES PARA CASOS ORTODÔNTICOS COM CIRURGIA ORTOGNÁTICA?
Como em qualquer tipo de tratamento ortodôntico com ou sem cirurgia, o importante é o diagnóstico e o planejamento, ou seja, “saber o que fazer” e as Técnicas são as ferramentas à disposição do ortodontista.

Hoje a Técnica Ortodôntica Invisível com alinhadores é uma das melhores opções já que o ortodontista possui uma ferramenta que permite o planejamento e sequenciamento virtual detalhado, incluindo o salto virtual da cirurgia.

No momento da cirurgia, o cirurgião necessita de elementos de ancoragem (tradicionalmente sempre foram bráquetes) que também são necessários para a cerclagem pós-cirúrgica, por isso muitos cirurgiões continuam solicitando que o paciente vá para a cirurgia com aparelho ortodôntico, embora já existam cirurgiões que são substituídos por mini parafusos de ancoragem óssea.

Porém, se o caso for realizado com a técnica Ortodôntica Invisalign Invisível e o cirurgião solicitar braquetes, estes são colocados entre quatro e seis semanas antes da cirurgia e são mantidos por um ou dois meses até que possam ser removidos e o caso possa ser completado com Ortodontia com alinhadores.

Tagged . Bookmark the permalink.

About Antonio Alves

Consultor SEO em Portugal Serviço de Publicidade no google e facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.