About Antonio Alves

Consultor SEO em Portugal Serviço de Publicidade no google e facebook

Conheça os tipos de ortodontia e como funcionam seus tratamentos

A ortodontia é uma especialidade odontológica que tem o objetivo de mudar a estética e a funcionalidade do sorriso, podendo corrigir dentes tortos, melhorar a mordida cruzada, fechar o espaço entre os dentes da frente e até melhorar a dicção dos pacientes. Por isso, é importante que se conheça os tipos de ortodontia.

tipos de ortodontia e como funcionam seus tratamentos

Se uma pessoa tem problemas com a sua arcada dentária, notando que ela está entortando, que o sorriso está desalinhado ou que um dente está nascendo em cima do outro, o ideal é que ela procure um ortodontista o mais breve possível.

Isso para que o profissional identifique o problema e suas possíveis causas, indicando o melhor tratamento para a correção do problema.

Um dos procedimentos mais usados é o uso de aparelhos, pois ele consegue consertar a maioria dos problemas na arcada dentária, contribuindo com a estética e a funcionalidade da cavidade oral.

Apesar de muito benéfico, muitas pessoas não se sentem confortáveis de realizar

tal procedimento devido ao impacto estético causado no sorriso.

Por isso, a odontologia desenvolveu formas de amenizar esse problema, como o aparelho ortodontico transparente e o modelo invisível, recuperando a mordida ao mesmo tempo em que a aparência é preservada e aperfeiçoada.

O ortodontista irá trabalhar para garantir um sorriso mais bonito e funcional para o seu paciente.

Assim, o tratamento ortodôntico vai ajudar não só na posição dos dentes, mas também a desenvolver a função adequada da mastigação, deglutição e fala, além de diminuir disfunções na articulação temporomandibular.

Como saber se é necessário realizar o tratamento ortodôntico?

Existem algumas situações que indicam a necessidade de um tratamento ortodôntico, veja quais são:

  • Sobremordida;
  • Mordida cruzada anterior;
  • Mordida cruzada;
  • Mordida aberta;
  • Desvio de linha mediana;
  • Diastema;
  • Apinhamento.

Tipos de tratamentos para ortodontia

Existem vários tipos de tratamentos ortodônticos para a resolução de problemas estruturais da arcada dentária, seja ela unitária, parcial ou integral.

A ortodontia se baseia, principalmente, em aparelhos que colocam uma leve pressão nos dentes e ossos maxilares para a readequação posicional do sorriso.

O tipo de aparelho será definido pelo profissional a partir da gravidade do problema do paciente e seus desejos, definindo o tratamento mais adequado para determinada situação.

Aparelho fixo

O aparelho fixo é o mais comum dentro da ortodontia. Ele consiste em bandas, fios e braquetes.

As bandas são fixadas no entorno de um ou mais dentes e tem função de âncoras para o aparelho, enquanto os braquetes ficam presos na parte externa do dente.

Os fios ficam em forma de arco, passando por entre os braquetes e são ligados às bandas.

O arco é apertado, estimulando a movimentação dental. Assim, os dentes são tracionados, o que faz com que eles se movimentem gradualmente para a posição correta. 

Geralmente, os aparelhos fixos são apertados de mês em mês e o prazo para resultado costuma ocorrer a partir do segundo ano, mas há diferentes prazos que são estabelecidos de acordo com a necessidade do paciente.

O interessante desse tipo de tratamento ortodôntico é que é possível escolher cores para o aparelho, sejam mais vivas ou mesmo tons mais claros, conforme a preferência do paciente.

Aparelho transparente ou estético

O aparelho estético também é voltado para correção da mordida, oferecendo o mesmo tratamento dos aparelhos convencionais, melhorando imperfeições e o mau posicionamento dentário.

Contudo, diferentemente do modelo tradicional, não há uma grande interferência na aparência do paciente, melhorando a sensação de bem-estar e amenizando uma possível resistência ao tratamento.

Existem dois tipos de aparelhos invisíveis: o fixo transparente  e o lingual.

O primeiro tem a mesma estrutura de um aparelho fixo comum, porém seus materiais são transparentes, suavizando o aspecto metálico relacionado ao tratamento.

Já o modelo lingual também tem a estrutura semelhante ao tradicional, sendo que suas técnicas de implantação são distintas, já que o lingual é utilizado na face interna do dente, mantendo contato direto com a língua.

Aparelho fixo especial

O aparelho fixo especial é utilizado para controlar o hábito de chupar o dedo ou contribuir com a melhora da língua presa, podendo apresentar certo desconforto ao paciente.

Mantenedor de espaço fixo

Em casos de perda do dente de leite de forma precoce, um protetor de espaço é colocado para manter o espaço aberto até que o dente permanente apareça.

Esse tratamento é feito por meio de uma banda cimentada ao dente seguinte ao perdido e um fio é estendido no espaço até que o dente permanente nasça.

Aparelhos móveis

Os aparelhos móveis também são usados para fazer movimentações nos dentes e para organizar as funções da boca, como deglutição, mastigação, respiração e fala.

Atualmente, um modelo que pode ser entendido como móvel e que vem se destacando é o modelo de aparelho invisível.

Isso porque além da estrutura removível que facilita os cuidados bucais, esse aparelho é produzido com um molde sob medida da arcada em materiais transparentes, o que acelera o tratamento e reduz o impacto visual.

Portanto, para quem deseja um método de tratamento ortodôntico sem afetar a aparência, o indicado é que se consulte o profissional acerca do aparelho invisivel preco para avaliar a possibilidade de uso.

Apesar desse destaque, existem diversos aparelhos móveis, como:

Niveladores

Os aparelhos móveis niveladores estão sendo usados cada vez mais entre os adultos e servem para mover os dentes da mesma forma que os fixos, porém sem os fios de aço e braquetes.

Esse aparelho nivelador é invisível e pode ser removido no momento em que o paciente queira comer, escovar os dentes ou passar o fio dental.

Mantenedores de espaço móveis

Esse tratamento ortodôntico tem a mesma função que o mantenedor de espaço fixo, mas são feitos com uma base acrílica que é encaixada na mandíbula e têm braços de plástico ou arame entre os dentes próximos ao espaço aberto.

Aparelhos reposicionadores de mandíbula

Também chamados de talas, os aparelhos reposicionadores de mandíbula são usados no maxilar superior ou na mandíbula. Eles têm a função de exercitar a mandíbula a fechar de forma mais adequada, ajustando a mordida.

Amortecedores

Os amortecedores de lábios e bochechas têm a função de manter os lábios e bochechas afastados dos dentes, evitando mordidas e feridas.

Quando os músculos dos lábios e bochechas fazem uma pressão sobre os dentes e os amortecedores, o amortecedor dá um alívio para a arcada dentária, também minimizando pressões e movimentações.

Expansor palatino

Esse tratamento ortodôntico serve para alargar o arco da mandíbula superior. Ele é feito por meio do uso de uma placa de plástico que se encaixa sobre o céu da boca.

A pressão externa que é implicada sobre a placa e parafusos força os ossos e tecidos do palato a se abrirem para os lados, alargando a área palatina.

Contentores móveis

Os contentores móveis são colocados no céu da boca e previnem que os dentes retornem à posição inadequada.

Esse tratamento ortodôntico também pode ser utilizado para evitar que a criança chupe o dedo e cause problemas estruturais na arcada dentária futuramente.

Aparelho extrabucal

Esse aparelho consiste em uma faixa que é colocada em volta da parte de trás da cabeça, ligada a um elástico na frente ou um arco facial.

Esse tratamento ortodôntico retarda o crescimento da maxila e mantém a posição dos dentes posteriores, enquanto os inferiores são pressionados para trás.

Procedimentos estéticos

Além dos tratamentos ortodônticos com aparelho, também é possível recorrer a tratamentos estéticos por meio da odontologia.

Assim, com a contribuição dos desenvolvimentos tecnológicos, também criou-se procedimentos para melhorar a aparência do sorriso. Confira os mais procurados nas clínicas odontológicas nos tópicos a seguir:

Lente de contato

As lentes nos dentes consistem em um tratamento voltado para atender quem deseja ter um sorriso mais alinhado, bonito e claro.

Esse procedimento é muito procurado nas clínicas devido a sua praticidade, sendo muito rápido e apresentando um efeito bastante significativo.

As lentes preenchem os espaços entre os dentes, reduzindo diastemas, além de contribuir com um melhor alinhamento e até com o comprimento dental. Sua maior recorrência, no entanto, é quanto a coloração da estrutura, que passa a ser mais harmônica e “brilhante”.

Implante dentário

O implante dentário é indicado para pacientes que perderam ou extraíram o dente e sua raíz, com impossibilidade de utilizar próteses e dentaduras.

Esse procedimento consiste em colocar um pino de titânio no maxilar e tem como objetivo dar apoio para a colocação de uma peça que substituirá o dente nessa estrutura

Geralmente, os pacientes recorrem ao implante dentário quando perdem o dente devido a cáries ou após tratamento inadequado para cáries e periodontite.

Esse procedimento de colocação de prótese sobre implante dentário melhora a mastigação e a harmonia da arcada dentária, sendo considerado estético e funcional. De modo geral, usa-se peças de porcelana para isso.

Clareamento dental

O clareamento dental tem o objetivo de tirar manchas e a coloração amarela do dente. Esse procedimento também é um dos mais famosos nas clínicas odontológicas pela sua praticidade e feito.

Existem dois tipos de procedimentos: o clareamento a laser e o clareamento dental com moldeira.

O primeiro é feito no próprio consultório do dentista, que aplica o gel clareador na arcada dentária e usa o laser para que o clareamento aconteça mais rapidamente, levando em torno de uma hora.

Já o segundo, pode ser feito em casa ou no consultório, ambos com supervisão de um profissional.

Por meio de uma moldeira elaborada a partir da impressora 3D e que deve ser usada diariamente no decorrer de algumas semanas, os géis clareadores agem na estrutura, recuperando a tonalidade/cor dos dentes.

Todos os procedimentos e tratamentos ortodônticos não só devem ser acompanhados por um profissional da área, como também precisam de cuidados com higiene bucal para a manutenção correta, garantindo uma boa saúde bucal e a durabilidade dos tratamentos.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

Endodontia com Microscópio

A endodontia é um procedimento terapêutico para manter o dente afetado por uma cárie que já atinge a polpa, que é o tecido mole que fica dentro do dente e que possui vasos sanguíneos e nervos, esse processo normalmente está associado a um processo infeccioso é por isso que a grande maioria dos pacientes relata dor e / ou sensibilidade ao frio e / ou calor e por isso procuram a consulta.

Endodontia com Microscópio

A endodôntica é frequentemente necessária porque o dente sofreu um trauma.

O tratamento endodôntico consiste em detectar o número de canais e a entrada neles, determinar o comprimento e o preparo biomecânico adequado e a posterior obturação com selamento hermético dos mesmos.

Com o microscópio, as técnicas operatórias não são modificadas, mas a precisão e exatidão do procedimento são multiplicadas graças à ampliação e ao aumento da iluminação.

Podem ser vistas fissuras e lugares impossíveis, canais calcificados e anatomias radiculares complexas podem ser alcançados e, assim, alcançar resultados muito mais seguros e eficazes para o paciente.

Seu manejo não é fácil, mas um especialista em endodontia e treinado em microscopia terá vantagens no diagnóstico e no tratamento.

Na Clínica Dentária Ortodôntica do Marquês em Lisboa oferecem tratamentos em todas as áreas da saúde oral; Periodontia, Cirurgia, Prótese, Estética, Reabilitação, Ortodontia, Odontopediatria e Endodontia onde contamos com especialistas em cada área.

As melhores clínicas odontológicas devem ter especialistas bem treinados em cada área e ter tecnologia que eles saibam utilizar e assim alcançar os melhores resultados nos tratamentos.

COMO SABER SE ESTÁ NAS MÃOS DE UM BOM ORTODONISTA.

Portugal é um dos países com os melhores tratamentos ortodônticos do mundo e isso é o resultado da boa formação de muitos de nossos ortodontistas

COMO SABE SE ESCOLHEU BEM E ESTÁ NAS MÃOS DE UM BOM ORTODONCISTA?

O ortodontista bem treinado fará um diagnóstico global de relações dentais, periodontais, esqueléticas, problemas da articulação temporomandibular da ATM, problemas funcionais e respiratórios e oferecerá a seus pacientes um diagnóstico rigoroso para alcançar boa função e estabilidade tanto no nível dentário. articulado e funcional, informando sobre as limitações e possibilidades de tratamento.

Para o diagnóstico, precisará de bons registros radiológicos; Serão confeccionados ortopantomografia, telerradiografia lateral do crânio, cefalometrias e fotos e alguns modelos de estudo.

Estes são os registros básicos porque em outras ocasiões registros com reconstrução tridimensional de CBCT também são solicitados

Mas nem sempre são os únicos exames, pois dependendo do caso e das características clínicas de cada paciente, em muitas ocasiões será necessário solicitar ressonância magnética da ATM se o exame clínico mostrar alterações e também quando o paciente relatar dor ou bloqueios.

A solicitação de uma tomografia para ver a relação da raiz dos dentes com o osso ou para ver os dentes incluídos ou retidos também são registros de rotina, caso o ortodontista considere necessário para o diagnóstico.

A montagem do articulador também será necessária nos casos que assim o exigirem.

A chave está no diagnóstico e o diagnóstico é feito com base nos prontuários e sua interpretação e é o conhecimento do especialista que vai diferenciar o plano de tratamento e com ele o resultado do tratamento ortodôntico.

Por isso, é o ortodontista que coloca a tecnologia a seu serviço, sabendo interpretá-la e tomar as decisões mais adequadas para oferecer o melhor tratamento ortodôntico.

COMO SABER SE VOCÊ ESTÁ NAS MÃOS DE UM BOM ORTODONISTA.

O MELHOR ORTODONTISTA QUER INICIAR O SEU TRATAMENTO O MAIS CEDO POSSÍVEL?

Normalmente, os tratamentos ortodônticos em um adulto podem esperar.

Em primeiro lugar, quaisquer problemas dentários e periodontais devem ser resolvidos.

Às vezes, uma fase de desprogramação com uma tala será necessária para estabilizar e melhorar os problemas da ATM, tensão muscular facial e dor.

Esses tratamentos anteriores supõem um tempo anterior à ortodontia, o que muitas vezes leva muito tempo para o paciente, mas um ortodontista com rigor clínico e profundo conhecimento não iniciará o tratamento ortodôntico se considerar que alguma fase anterior ao planejamento ortodôntico é necessária.

Isso não acontece em tratamentos ortodônticos em crianças, onde a ação nos estágios iniciais costuma ser decisiva.

O diagnóstico ortodôntico em crianças e as providências cabíveis determinarão o desenvolvimento oral e facial da criança por toda a vida.

Sólidos conhecimentos em crescimento craniofacial, o diagnóstico dos fatores etiopatogênicos e funcionais irão diferenciar claramente o melhor ortodontista em crianças.

É comum o ortodontista encaminhar a criança ao otorrinolaringologista para avaliação de rinite, problemas de adenóide e / ou tonsila para melhorar a função respiratória fundamental no desenvolvimento maxilofacial da criança e obter melhores resultados com os aparelhos ortodônticos determinados pelo ortodontista.

Também é importante, em muitas ocasiões, a colaboração com um especialista em fonoaudiologia e terapia miofuncional para melhorar problemas orofaciais.

QUE TÉCNICAS DE ORTODONTISTAS USAM OS MELHORES ORTODONTISTAS?

O avanço da tecnologia e dos novos procedimentos terapêuticos não devem ser ignorados por um bom profissional da área da Ortodontia, mas a tecnologia deve estar a serviço do profissional, não do profissional a serviço da tecnologia, pois a tecnologia nunca pode substituir o conhecimento da um especialista, mas pode fornecer ferramentas terapêuticas muito mais avançadas.

Qualquer que seja a técnica utilizada, um bom ortodontista diagnostica e planeja o tratamento para cada um de seus pacientes individualmente e o resultado deve ser o melhor tratamento.

Atualmente o Invisalign é uma opção terapêutica muito mais avançada e nas mãos de um bom ortodontista atinge os mesmos ou melhores resultados que os colchetes.

Um tratamento ortodôntico não é cimentar braquetes, colocar alinhadores ou aparelhos interceptores, funcionais ou ortopédicos.

Um bom tratamento ortodôntico é o resultado de um diagnóstico e de um plano de tratamento bem sequenciado e que somente o treinamento e a experiência do ortodontista alcançarão os melhores resultados para a saúde do paciente.

Prepare seu sorriso para os melhores momentos do ano

Antes de chegar as épocas do ano em que sabe que gosta de ficar radiante, deve preparar seu rosto com bastante antecedência.

Prepare seu sorriso para os melhores momentos do ano

O nosso sorriso é algo que nos faz sentir melhor quando estamos com os outros, nos fortalece e, acima de tudo, nos liberta porque podemos falar e rir sem complicações. Isso nos traz bem-estar e felicidade, pois com essa atitude de positividade, levamos nossa cota de alegria para aqueles momentos compartilhados com amigos e familiares. Neste artigo mostramos as melhores ideias para ter um belo sorriso.

Também sabemos que nosso rosto perde sua luminosidade com o tempo por muitos motivos. As relacionadas aos dentes podem variar desde as mais simples, como o aparecimento de manchas nos dentes, até as mais complexas, como a perda de peças. Dos relacionados à pele, o mais importante é a passagem do tempo.

Os motivos, em ambos os casos, podem ser devido ao tabagismo, alimentação inadequada ou higiene dental inadequada.

Para recuperar o sorriso que mais gosta e recuperar a luminosidade facial perdida, existem várias opções  e vamos propor as mais comuns, que são as que os nossos pacientes mais solicitam e as que sabemos que dão os melhores resultados.

As ideias para ter o sorriso mais bonito que aqui propomos não demoram muito para ver os resultados, embora seja aconselhável que consulte os nossos especialistas da Clínica Stoma o mais cedo possível. São tratamentos folheados dentais, clareadores dentais, faciais ou rejuvenescimento ocular, dos quais vamos falar um pouco para que você escolha o que mais lhe interessa.

Folheados dentais

A solução das facetas dentárias consiste em fixar tampas na superfície dos dentes de forma a esconder manchas ou imperfeições dentárias e pequenas rupturas. Logicamente, devemos ter o dente; Se este não for o seu caso, você deve pensar em outro tratamento mais complexo, como implantes dentários.

Existem dois tipos de facetas dentárias; porcelana e resina composta, ambas vão fazer seu sorriso ter a alegria que você queria recuperar.

Neste artigo falamos sobre o resultado das facetas dentais de porcelana >>

Clareamento dental

Conseguir um sorriso brilhante é o tratamento mais simples que propomos. Consiste na aplicação de um gel de peróxido de hidrogênio ou carbamida que reduz a cor dos dentes em vários tons. Para agilizar o processo, podem ser realizadas sessões com lâmpada de energia ou laser.

Sempre antes, nossos especialistas farão com que não haja contra-indicações para a aplicação deste tratamento.

Com um tratamento de clareamento você alcançará o objetivo de ter um belo sorriso.

Sobre o clareamento dos dentes, neste artigo você pode aprender mais sobre o tratamento de clareamento dos dentes >>

Tratamentos faciais

Se o que se deseja é recuperar uma pele lisa e luminosa, propomos os tratamentos com fios tensores, plasma rico em plaquetas ou o tratamento com ácido hilaurônico.

O tratamento com fios de tensão, que é o efeito lifting sem cirurgia, nos fará recuperar a flacidez facial e a elasticidade da pele do rosto. Por outro lado, com o tratamento com plasma rico em plaquetas, também denominado PRP facial, damos à nossa pele proteínas do próprio corpo para recuperar a sua espessura e elasticidade. O tratamento com ácido hilaurônico proporciona grande hidratação à pele devido à sua capacidade de reter água, sendo muito adequado no combate às rugas cutâneas.

Como aproveitar as refeições de Natal e manter a saúde bucal

Para evitar que refeições e jantares especiais durante o Natal lhe causem qualquer problema na sua saúde dentária, vamos lembrar-lhe uma série de pormenores para que os tenha em consideração.

Embora este Natal seja diferente de qualquer outro que já tenhamos vivido devido às consequências da Covid-19, o que não vai mudar são os almoços e jantares especiais e com eles as possíveis consequências negativas das refeições de Natal para a saúde dentária.

Os fatores que influenciam diretamente são o tipo de alimentos que ingerimos neste momento como doces, nogado, chocolates ou bebidas açucaradas e por outro lado a mudança de hábitos nas nossas tarefas de higiene dentária.

Tudo isso significa que, após essas datas, aumentam as visitas ao dentista com problemas dentários, principalmente os relacionados às cáries.

O fato de “bicar” fora do horário normal das refeições, nos faz não manter as regras básicas após comer alimentos como escovar os dentes, passar fio dental ou um simples enxágue bucal.

Além disso, devido ao tipo de alimentação, podem causar diversos transtornos na saúde bucal. Por exemplo, se você usa ortodontia, deve-se tomar cuidado com o torrão macio e, se tiver obturações, com o torrão duro. É óbvio que este último pode causar a quebra do dente, por isso deve ser tomado com cautela.

Depois, há uma série de consequências “menos sérias”, como manchas de dente ou dentição causadas por bebidas açucaradas ou vinhos tintos.

Para saber como cuidar da sua saúde bucal, aqui está nosso guia de higiene bucal para toda família>>

Usando Invisalign em refeições de Natal

Pessoas que usam aparelho Invisalign invisível devem prestar atenção especial para evitar as consequências das refeições de Natal para a saúde bucal.

Como aproveitar as refeições de Natal e manter a saúde bucal

Como durante essas datas você vai retirar as talas com mais frequência para as refeições após o expediente, por exemplo, o que recomendamos é que você as use o máximo de tempo durante o resto do dia, podendo assim cumprir as 22 horas recomendadas para usá-los diariamente.

Você deve estar atento para não esquecer de levar seu kit de tala Invisalign e assim armazená-lo de forma que fique protegido toda vez que você decidir retirá-lo.

Lembre-se de que bebidas açucaradas e vinhos tintos podem escurecer suas talas.

Se você quiser mais informações sobre a ortodontia invisível Invisalign, neste artigo estão as diferenças entre aparelhos ortodônticos e Invisalign >>

Natal marcado pela Covid-19

Neste Natal, além de acompanhar a nossa saúde bucal, o mais importante é evitarmos a propagação do vírus. Para isso devemos levar em conta as recomendações do Estado quanto ao número máximo de pessoas que podem se reunir na mesma mesa e as distâncias entre os comensais. Nós o encorajamos a proteger sua própria saúde bucal, sua saúde geral e a de outras pessoas.

Como usar cera nos brackets?

A Ortodontia é um tratamento muito comum na infância. A mudança para a prótese permanente nem sempre ocorre de forma correta: dentes desalinhados (problemas de oclusão), espaços entre os dentes (diastemas), posição incorreta ou mordidas desviadas são comuns neste período. Embora este tratamento possa ser usado em qualquer idade.

Como usar cera nos brackets

A Ortodontia é uma solução bastante eficaz, porém, embora traga grandes vantagens no futuro, os aparelhos ortodônticos causam alguns problemas, principalmente durante o período de adaptação. Nos primeiros dias de tratamento é normal sentir um desconforto que vai desaparecendo com o tempo. Suportes, arcos ou alinhadores colocam pressão na dentadura para mover os dentes para a posição correta. Uma das soluções mais simples é o aparelhos ortodônticos invisalign

Os braquetes se projetam ligeiramente dos dentes e podem causar atrito, especialmente os braquetes convencionais de metal. A fricção que ocorre continuamente na mucosa – lábio interno e bochechas – e na língua pode causar feridas e feridas nos pacientes. A dificuldade para falar também é comum, até que você se acostume com o elemento estranho que entrou em sua boca.

Para acalmar a dor e evitar feridas, recomenda-se o uso de produtos como as ceras ortodônticas, mesmo que o tratamento seja mais agradável. Desta forma, os tecidos bucais serão protegidos e os efeitos do atrito nos braquetes serão minimizados.

Quando usar cera de suporte

Durante o período de adaptação, o paciente sentirá leves dores causadas pela pressão exercida pela ortodontia e desconforto pelo atrito dos braquetes. Esse atrito pode causar ferimentos que, se não forem cuidados, se tornarão graves. O uso de cera é recomendado, principalmente nos primeiros dias, para proteger a mucosa da boca e evitar infecções.

Da mesma forma, após cada revisão em que o aparelho é ajustado, também é conveniente utilizá-lo, pois os suportes irão esfregar em novas áreas.

Outras situações necessárias em que a cera deve ser usada são:

Se a ferida já ocorreu. É necessário usá-lo para que não esfregue na ferida e o resultado possa ser agravado com uma infecção oral.
Se algum suporte saiu. Se o braquete quebrou ou descolou, a cera pode nos ajudar a segurá-lo junto ao dente e não perdê-lo durante a visita ao ortodontista.

Se algum item se destacar. Outros elementos ortodônticos podem produzir o mesmo efeito quando se destacam ou se projetam um pouco. Embora o suporte pelo seu formato pontiagudo seja o que mais incomoda.
Como usar cera de suporte
As ceras ortodônticas são uma solução fácil e eficaz que atuam como um filme protetor da mucosa oral. Têm um sabor agradável e são muito fáceis de colocar.

Antes de manusear, é aconselhável lavar bem as mãos e escovar bem os dentes e ortodontia para evitar que o restante dos alimentos se acumule embaixo causando cáries ou dificultando a aderência. Quando os dentes estiverem limpos e secos, as seguintes etapas serão seguidas:

Pegue uma pequena quantidade de cera e faça uma bola com os dedos. Isso deve ser pequeno.

Em seguida, é pressionado contra o suporte para que se estenda e cubra a área do dente.

Será aplicada uma pequena pressão para que fique bem aderente.
Esta operação será repetida quantas vezes os colchetes precisarem ser cobertos.

As ceras ortodônticas apresentam boa adesão às superfícies metálicas, portanto, não é necessário aplicá-las constantemente nos dentes. Graças às suas propriedades físicas, a cera forma uma fina película protetora que evita que os elementos dos aparelhos com braquetes continuem a esfregar na mucosa da boca.

Recomenda-se retirar a cera antes de comer ou consumir bebidas quentes (como chá, café), pois com o calor esse material derrete e os alimentos podem grudar na cera.

Complicações nos implantes dentários

As técnicas cirúrgicas para a colocação de implantes dentários estão se tornando mais precisas e eficazes, a ponto de hoje a taxa de sucesso ultrapassar 90%. No resto dos casos, a falha ou perda final do implante deve-se ao aparecimento de certas complicações que podem surgir durante ou após a cirurgia, a fatores de risco pré-existentes, como tabagismo, ou à perda óssea na área. da maxila onde o implante deve ser ancorado, embora neste último caso já tenham sido desenvolvidas técnicas cirúrgicas que podem resolver o problema de suporte.

Complicações nos implantes dentários

Não podemos esquecer também o fato de que os implantes dentários devem ser realizados por dentistas especialistas e devidamente treinados, de modo que às vezes se deve pensar na inexperiência do dentista que realiza a cirurgia, geralmente devido ao uso de técnica cirúrgica inadequada. como causa da falha do implante dentário.

Em qualquer caso, para minimizar as chances de complicações com os implantes dentários, é imprescindível um estudo prévio detalhado da estrutura maxilar, principalmente da quantidade e qualidade do osso. A avaliação clínica geralmente requer a realização de uma ortopantomografia, necessária para a realização de um bom planejamento da cirurgia de implante

Complicações antes da cirurgia

Nesse caso, é preciso falar antes do risco de falha ou dificuldade de colocação do implante. No primeiro caso, fumar é um risco muito importante de perda subsequente do implante. Mas considera-se que a principal complicação prévia à cirurgia é que o paciente sofreu uma perda óssea na maxila, de forma que a fixação do implante é muito complicada. Nesse caso, entretanto, existem atualmente técnicas de regeneração óssea através da utilização de enxertos ósseos, que permitem ganhar volume ósseo e, por consequência, colocar o implante de maneira que seja muito durável

Complicações durante a cirurgia

O planeamento adequado da cirurgia com base nos testes previamente realizados é um fator importante para garantir o sucesso do implante, o que depende, em grande parte, da estabilidade que se pode dar na sua ancoragem no osso, para que seja favorecido e facilitar sua integração na estrutura óssea (osseointegração). A falta de osso suficiente ou que seja excessivamente poroso pode dificultar essa estabilidade, embora atualmente existam técnicas e materiais cirúrgicos muito eficazes para superar este tipo de obstáculos.

Manter a integridade da gengiva durante a cirurgia também é importante, pois deve-se evitar tocar no nervo dentário, o que pode causar parestesia temporária ou permanente

Complicações após a cirurgia

O período pós-operatório é onde podem surgir as maiores complicações, podendo inclusive comprometer a perda do implante. Uma das mais temidas é o aparecimento de uma infecção que compromete a estrutura adjacente ao implante, que é conhecida como peri-implantite e se caracteriza pelo aparecimento de dor, inflamação e sangramento. Se não for tratado imediatamente, pode causar a perda do implante. As causas deste tipo de infecção concentram-se basicamente na má higiene oral, embora seja necessário referir que o tabagismo é um importante fator de risco.

Outra possível complicação refere-se ao processo de osseointegração, que pode durar entre 3 e 6 meses. O risco de falha do implante por esse processo não se desenvolver corretamente é de apenas 2%, o que, segundo especialistas, pode ser devido ao tabagismo e à existência de certas doenças sistêmicas. Existe também a possibilidade de o implante apresentar alguma mobilidade, geralmente em decorrência do uso de técnica cirúrgica inadequada.

Da mesma forma, é importante escolher o momento certo para colocar a prótese dentária no implante, nunca antes de terminar o processo de cicatrização da ferida. O risco é que haja uma sobrecarga e, por consequência, comece a se mover.

Por fim, outras complicações possíveis são mecânicas, como a quebra do parafuso do pilar do implante ou a fratura da prótese dentária.

Verdades sobre o Invisalign

Uma das coisas mais atractivas sobre os alinhadores do Invisalign é que estes são removíveis. Ao contrário dos aparelhos dentários tradicionais, os alinhadores do Invisalign podem ser removidos durante as refeições para comer e também escovar os dentes. Isto significa que não tem de evitar determinadas comidas ou fazer a higiene oral com medo de danificar os alinhadores. Mas para bons resultados tem de manter os alinhadores pelo menos por 22 horas por dia.

Verdades sobre o Invisalign

Uma das coisas mais atractivas sobre os alinhadores do Invisalign é que estes são removíveis. Ao contrário dos aparelhos dentários tradicionais, os alinhadores do Invisalign podem ser removidos durante as refeições para comer e também escovar os dentes. Isto significa que não tem de evitar determinadas comidas ou fazer a higiene oral com medo de danificar os alinhadores. Mas para bons resultados tem de manter os alinhadores pelo menos por 22 horas por dia.

Para uma boa eficácia tem de escovar os dentes após cada refeição. Uma higiene oral adequada vai reduzir o risco de infecções ou cáries durante o tratamento. A escovagem deve ser minuciosa assim como o uso do fio dental para que todos os restos de comida sejam removidos e as áreas que estão em contacto com os alinhadores fiquem realmente limpas.

Apesar do Invisalign ser conhecido como um produto inovador no endireitar dos dentes, não significa que faça magia porque endireitar os dentes leva o seu tempo. Com o Invisalign este processo é mais rápido do que com o aparelho tradicional mas mesmo assim, deve manter expectativas reais.

O tratamento com este inovador aparelho não é doloroso. Muitos pacientes apenas reportaram dor média durante o processo e outros não sentiram qualquer desconforto. Normalmente o desconforto maior surge quando são colocados novos alinhadores e o desconforto permanece por 2 ou 3 dias. Isto é atribuído à pressão dos alinhadores nos dentes para alinhá-los.

O Invisalign não é para todas as pessoas. Não é aconselhado para tratar casos ortodônticos complexos como sobremordidas profundas graves mas apenas o seu dentista pode avaliar o seu caso e tomar a decisão.

Ir ao dentista durante a pandemia

As dores de dentes não ficam de quarentena nem sabem manter o distanciamento social, e podem aparecer a qualquer dia e hora. É por isso que mesmo estando a viver um estado de alerta devido à pandemia do Covid-19, podemos ter que nos deslocar ao dentista.

Dor Dentes Sintoma de COVID-19

Antes de se deslocar à consulta faça a marcação primeiro. Podem perguntar-lhe acerca da sua saúde e solicitar-lhe informações acerca da mesma.

Enquanto estiver a ser tratado não pode estar de máscara mas em todos os outros momentos mantenha-se com a máscara, enquanto se desloca para e nas instalações e enquanto fala com o seu médico dentista acerca do que o levou até ao consultório. Ao tomar estas medidas impede a libertação de partículas infecciosas para o ar sem saber e também impede que possa respirá-las de outras pessoas.

Lave e higienize as mãos quando chega e quando sai do consultório. Se tiver que tocar em alguma superfície ou tiver que usar a casa de banho, lave e desinfecte as mãos antes e imediatamente depois. Usar luvas pode ser uma opção mas também pode usar lenços de papel como uma “barreira” e não ter de tocar nas superfícies directamente.

Mas não é só o paciente que toma medidas preventivas. Os dentistas são íntimos e pessoais enquanto trabalham na boca; portanto, espera-se que eles usem máscaras e viseiras e equipamentos de protecção enquanto trabalham (incluindo redes de cabelo, protectores faciais, luvas e roupas e trajes de corpo inteiro).

Todos estão a trabalhar e a tomar as medidas necessárias para que os pacientes possam ser atendidos com a segurança necessária.